um colo, um abraço e nós

Longe de ser o que se quer ou o que se precisa colos, abraços devem ser fontes inesgotáveis na natureza humana.

Ou deviam, ao menos, ser. Há alguns de nós que simplesmente não os encontramos ….

Disponíveis, estão! Em toda parte, em qualquer lugar, a qualquer momento, por quaisquer de nós …

Ocorre que somos – e fazemos! – nossas escolhas: a quem dar, de quem receber, quando, onde, etc.

E a fonte – na essência – vira recurso! E recurso mais ou menos renovável!

É que “se nos perdermos DAQUELE colo, DAQUELE abraço?” quem neste mundo tão imenso, tão insano, tão corrido poderá nos prover deste recurso?

Assim pensamos, assim acreditamos! É como se caminhássemos perdidos em busca de Deus em nós e, mesmo O encontrando, carentes e dependentes, nem O percebêssemos.

É preciso voltar à fonte!

Tudo começa em nós!

Tudo começa a partir de nós!

Sejamos este colo, este abraço!

Sejamos todo carinho!

Voltando à fonte, para muito além de doar, trocamos, transmutamos, transformamos este espaço que escolhemos para crescer.

E encontramos Deus em nós!

by Gi/2014SET

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s